Clima

Na Suíça, existem quatro estações do ano claramente distintos e as condições climáticas variam muito entre as regiões do país, principalmente devido à topografia e às diferentes altitudes.

Aare cerca de Gösgen no outono
O Aare perto de Gösgen, cantão de Solothurn, no outono. © astrogator / flickr.com

Devido à sua localização, a Suíça encontra-se no coração da Europa e no cruzamento de várias grandes zonas climáticas. A proximidade ao Atlântico, cujas massas de ar úmido são levadas em direção aos Alpes, determina substancialmente o clima na Suíça. Os ventos do oeste originam uma moderação do clima, tanto no inverno como no verão. Além disso, causam precipitações durante todo o ano. 

Condicionada pela topografia e por fortes contrastes de altitude, a Suíça apresenta um elevado número de microclimas. Consoante o local e a época do ano, encontramos condições que fazem lembrar ou a Sibéria ou a região do Mediterrâneo. 

Temperaturas 

As temperaturas são muito diferentes consoante a altitude. O Planalto suíço apresenta uma temperatura média de 1 °C em janeiro e 17 °C em julho. Em Ticino, as temperaturas são, geralmente, 2 a 3 °C superiores às do Planalto suíço. A 1500 m acima do nível do mar, as temperaturas médias oscilam entre os -5 °C em Janeiro e os 11 °C em julho. A esta altitude, a precipitação no inverno é principalmente neve. A queda de neve é muito rara nas planícies nas regiões mais baixas do oeste da Suíça (Genebra e arredores), do norte da Suíça (Basileia e arredores) e do extremo sul de Ticino. 

Clima alpino 

Os Alpes funcionam como uma barreira climática entre o Norte e o Sul da Suíça. Nos Alpes existe uma variedade de microclimas complexos, em especial nos vales dos Grisões e de Valais, cuja particularidade é a aridez. Uma outra peculiaridade do clima suíço é o vento “Föhn”. O vento que sopra na vertical em relação à linha dos Alpes possibilita um clima muito ameno e seco do outono à primavera. 

Aquecimento 

Desde o início dos anos 90 que as temperaturas medidas na Suíça se encontram acima dos valores médios anteriores. Todos os anos mais quentes, registrados desde 1864, ocorreram depois do ano 2000. O ano mais quente até à data foi 2015. 

A Suíça contribui para os esforços internacionais para limitar o aquecimento global. A lei relativa à emissão de CO2 prevê uma redução, até ao ano 2020, dos gases de estufa de pelo menos 20 porcento em relação aos níveis de 1990.