Finanças públicas

Comparando ao nível internacional, a dívida do poder público da Suíça é reduzida. Há já vários anos que as contas públicas são encerradas com superávit.

Francos suíços caem de uma máquina
Produção de francos suíços pela Swissmint. © Swissmint

Cerca de 33% das despesas públicas dizem respeito à Confederação. As despesas dos cantões, com cerca de 43%, perfazem a maior porcentagem. Os restantes 24% dos gastos públicos são efetuados pelas comunas.

Os impostos são a parte mais importante das receitas do poder público. Ao nível federal, trata-se do imposto sobre o valor agregado (IVA) e o imposto federal direto, ao nível dos cantões e das comunas, são impostos sobre o rendimento e o patrimônio.

Evolução da dívida

No decorrer dos anos 90, a dívida pública aumentou fortemente – de 30,9% do produto interno bruto (PIB) em 1990 para 52,8% no final de 2004. Como consequência de um "freio" introduzido nas despesas pela Confederação em 2003, a quota da dívida pública desceu novamente. Em 2014, a dívida ainda era de 34,7% do PIB.

Desde 2006, as contas consolidadas do poder público (Confederação, cantões e comunas, bem como previdências sociais) têm sido encerradas, todos os anos, com um superávit ou com ligeiro prejuízo.