A Suíça e seus recordes alpinos

É impossível imaginar a Suíça sem montanhas. As montanhas não somente ocupam um terço do território Suíço, como também têm uma enorme importância em termos históricos e geopolíticos. Economicamente não se pode prescindir das montanhas, visto que a maior parte do turismo suíço tem lugar nas regiões alpinas.

A Suíça orgulha-se das suas montanhas e isso deve-se a várias razões. Em lugar algum da Europa a frequência de montanhas superiores a 4000 metros é maior do que na Suíça: 48 picos ultrapassam os 4000m acima do nível do mar!

As Montanhas da Suíça formam um plano de fundo fabuloso, onde se batem ainda outros recordes:

  • A estação ferroviária mais alta da Europa: a 3454m acima do nível do mar, Jungfraujoch, Cantão de Berna.
  • A povoação continuamente habitada mais alta da Europa: Juf a 2126m acima do nível do mar, Cantão dos Grisões.
  • A fábrica de cerveja mais alta da Europa: em Monstein, a 1600m acima do nível do mar, Cantão dos Grisões.
  • O elétrico mais alto da Europa: a 2222m acima do nível do mar, em Zermatt, Cantão de Valais.
  • Elevador para pessoas isolado mais comprido da Europa: Elevador Hammetschwand com um comprimento de 153m, Bürgenstock, Cantão de Nidwalden.
  • O trem de cremalheira mais íngreme do mundo: Trem de cremalheira Pilatus, com uma inclinação de 48%, Cantão de Lucerna.
  • A funicular mais íngreme do mundo: Funicular Gelmerbahn com uma inclinação de 106% na região Grimsel, Cantão de Berna.
  • O percurso mais íngreme para um veículo dos correios da Europa: o percurso entre Tschingelalp e Griesalp com uma inclinação de 28%, Kiental, Oberland Bernês, Cantão de Berna.
  • A mais comprida geleira da Europa: a Grande Geleira de Aletsch com um comprimento de 23km, na região Aletsch, Cantão de Valais.