Rankings internacionais

A qualidade do ensino superior na Suíça é demonstrada, entre outros, em rankings internacionais do ensino superior. As universidades e as Escolas Politécnicas Federais de Lausana e de Zurique obtêm, frequentemente, classificações que vão do bom ao muito bom em rankings internacionais de ensino superior. Investimentos significativos na investigação e no desenvolvimento fazem da Suíça um dos países mais inovadores e mais competitivos do mundo.

Visão do prédio da Escola politécnica de Zurique
© ETH Zürich

A Escola Politécnica Federal de Zurique (ETHZ) obtém regularmente as melhores classificações no ranking internacional do ensino superior. No ranking QS de 2016, ficou no 8º lugar a nível mundial. No ranking do Times, o Escola Politécnica Federal de Zurique ficou na 9ª posição. A Escola Politécnica Federal de Lausana (EPFL) também recebe uma pontuação muito boa nos rankings internacionais. No ranking QS, ocupa a 14ª posição e no ranking Leiden a 12ª posição. 

As duas Escolas Politécnicas Federais também tiveram muito bom desempenho na avaliação de faculdades individuais. Por exemplo, no ranking Shanghai, a Faculdade de Química do Escola Politécnica Federal de Zurique ficou em 8º lugar e a Escola Politécnica Federal de Lausana foi considerado a 14ª melhor instituição de Informática a nível mundial. 

Também é possível encontrar outros institutos universitários de ensino superior suíços entre as melhores faculdades do mundo. 

Competitividade e capacidade de inovação 

A Suíça obtém de forma regular lugares cimeiros no que diz respeito à competitividade e capacidade de inovação a nível mundial. Ela ocupa o primeiro lugar no Relatório de Competitividade Global 2015-2016, no Índice Global de Inovação 2016 e também no Painel de Avaliação da União da Inovação 2014. Além disso, ocupa o 2º lugar da avaliação geral do Livro Anual da Competitividade Mundial 2016 do IMD.

Informações adicionais