Política de financiamento e apoio

Com o seu fomento à pesquisa, a Suíça tem como objetivo continuar sendo um dos países mais inovadores do mundo. O financiamento público à pesquisa tem como base a iniciativa própria dos investigadores, o princípio da concorrência e critérios de apoio qualitativos.

Pesquisadora em laboratório
© FDFA, Presence Switzerland

  • No que diz respeito ao fomento público à pesquisa, a Confederação é responsável pelo financiamento do Fundo Nacional Suíço (SNF) e da Agência Suíça de Promoção da Inovação (Innosuisse). Apoia também os organismos de pesquisa da área da Escola Politécnica Federal, bem como outros centros de pesquisa sediados fora das escolas universitárias superiores. Os cantões empenham-se, acima de tudo, como suporte das universidades e das escolas universitárias profissionais.
  • Para a Confederação, o financiamento da Formação, Pesquisa e Inovação (FPI) é um dos objetivos políticos prioritários. Os investimentos planejados da Confederação ascendem aos 26 bilhões de Francos no período de 2017-2020.
  • Em 2017, o Fundo Nacional Suíço (SNF) gastou um total de 1037 milhões de Francos em apoios. Deste montante, 23% cabem às ciências humanas e sociais, 38% à matemática, ciências naturais e engenharias e 39% à biologia e à medicina.
  • Os programas de pesquisa mais importantes estão reunidos nos Centros de Excelência para Pesquisa Nacionais (NFS), através dos quais é promovida a pesquisa suíça em áreas de significado estratégico. Em 2017, o SNF financiou 909 projetos NFS, no valor de 514,6 milhões de Francos. Outros programas de pesquisa do SNF são programas de pesquisa nacionais (51 projetos por 25,4 milhões de Francos) ou o Synergia ( 33 projetos por 70,7 milhões de Francos).
  • A Innosuisse, a Agência Suíça de Promoção da Inovação, fomenta  inovações baseadas no interesse das empresas e da sociedade. Ela apoia projetos de inovação, oferece a Start-ups treinamentos e coachings e promove a transferência de conhecimento e tecnologia. Em 2017, 414 projetos foram patrocinados com uma contribuição federal de 132,1 milhões de Francos.