Naturalização facilitada de uma criança nascida antes de 1° de Janeiro de 2006, cujo pai suíço não seja casado com a mãe

 

Uma criança estrangeira nascida antes de 1° de Janeiro de 2006, filha de pai suíço que não seja casado com a mãe da criança, segundo o artigo 51, parágrafo 2° da lei federal sobre a cidadania suíça (Bürgerrecht BüG), pode fazer um pedido de naturalização facilitada quando:
 

  • O pai já possuía a cidadania suíça no momento do nascimento da criança;

  • O vínculo parental está comprovado (reconhecimento de paternidade feito pelo pai ou através de sentença judicial);

  • A criança possui vínculos estreitos com a Suíça.
     

O requerente tem um vínculo estreito com a Suíça, segundo o artigo 11 do decreto sobre a cidadania suíça (Bürgerrechtsverordnung, BüV), quando:
 

  • Visitou a Suíça em pelo menos três ocasiões diferentes nos seis anos que antecedem a data do requerimento (estadias de no mínimo cinco dias por vez no país).;

  • Consegue comunicar-se verbalmente através de um idioma suíço (alemão, francês ou italiano) no trato do dia a dia;

  • Possui conhecimentos básicos de geografia, história, circunstâncias sociais e políticas da Suíça;

  • Mantém contato regular com cidadãs ou cidadãos suíços.
     

Além disso, uma naturalização facilitada demanda que o requerente respeite a segurança, a ordem pública e a constituição federal suíça; que participe da vida econômica ou na aquisição de conhecimento; que incentive a integração dos membros da família e que não represente nenhuma ameaça à segurança interna ou externa do país.

Pedidos de naturalização facilitada são decididos pela Secretaria do Estado para Migração (SEM).

Caso cumpra essas condições, por favor, dirija-se à representação diplomática da Suíça responsável por atender seu local de residência.

Informação importante

A legislação suíça permite a dupla cidadania. Em princípio, é possível manter a sua cidadania principal. No entanto, existe a possibilidade de perda de sua cidadania principal ao adquirir a cidadania suíça, caso isso seja previsto pela legislação do seu pais de origem.

Seu país de origem é responsável por fornecer informações oficiais a este respeito.

 

Dupla Cidadania